11 de ago de 2011

O "maior" Graffiti Feminista do Brasil - GRIF Maçãs Podres, Centro de Referência da Mulher e Instituto Sou da Paz


"Mulher forte luta" -
tradução dos ideogramas
 japoneses deste Graffiti Feminista
  Neste últimos dois meses, a GRIF Maçãs Podres alternou silêncio (poucas publicações no Blog) e muitas ações.
Fomos convidadas para a Peça "Carne - Patriarcado e Capitalismo" e contribuimos no Debate sobre "Feminismo e Marxismo" organizado pelo Companhia Kiwi de Teatro, com a Profª. Isabel Loureiro (filósofa, presidente do Instituto Rosa Luxemburgo), uma entrevista para TV Câmara, participação para uma intervenção de graffiti no evento "Wapi Brasil - Eu Africanizo SP", reuniões para o desenvolvimento do projeto de intervenção sobre o aborto e uma intervenção coletiva de arte feminista em setembro.
Entre todas estas também estivemos numa formação Organizada pelo Instituto Sou da Paz, desenvolvida pela educadora Marilia Ortiz, num Projeto chamado "Mulheres na Cena".








Nesta atividade contou com 14 jovens mulheres (Amanda Habescheidt, Claudia Magalhães, Gisele Elizandra, Joelma Aparecida, Luciene de Jesus, Maite Costa, Shirley Melo, Thamires Cabral, Thamara Lage, Wilcila Jajá, Inacia, Fabiana, Simone, Célia Melo) debatiam sobre feminismo e se apropriavam de conhecimentos para uma atuação organizada e formentadora de conscientização.
Na oficina, realizada dia 16 de Julho, a GRIF Maçãs Podres levantou temas referentes ao feminismo, dinâmicas de integração e criação de stencil arte. 



No sábado seguinte (23 de Julho) foi preparada uma intervenção de Graffiti Feminista, idealizada pela jovens do Projeto Mulheres na Cena, que teve como principal destaque a pintura do muro do Centro de Referência da Mulher do Grajaú.

Diferente do que fazemos, não fechamos uma temática específica, mas decidimos apenas pintar mulheres de diferentes etnias oprimidas pelo mundo.



A ação é extremamente importante,
pois escreveu nos muros do Centro de Referência da Mulher do Grajaú, talvez, o maior Graffiti com o termo:
"MULHER FEMINISTA" que temos conhecimento no Brasil.

A extenção da frase tem mais de 15 metros, como podem ser vista nas fotos abaixo e neste link.
Agradecemos a todas as mulheres envolvidas e ao rapazes que observaram a ação, com muito silêncio e respeito, algo extremamente incomum quando falamos de graffiti feito só por mulheres.     



VIVA O MOVIMENTO FEMINISTA!
GRIF MAÇÃS PODRES

Um comentário:

yumehayashi disse...

Bom,eis aqui um bom texto de um rapaz que se julga filósofo,que acho que seria bem válido ser discutido.Eu em horrorizei de ver um jovem com idéias tãoa absurdas e machistas:

http://www.coelhovoador.net/filosofia/html/20100112MulherSubmissa.html