22 de nov de 2009

Investimento em matéria prima

Este texto pode ser encontrado no blog "nausea cotidiana".

3 comentários:

Beto disse...

por mais paradoxal que seja, o cliche usado pela agencia responsavel para o comercial da vode na verdade ressalta e explicita que a beleza feminina tem que servir (como um produto) para o propósito de agradar ao homem. se a beleza natural, ou a dita beleza interior fosse a norma, não teria sido necessário criar uma propaganda para que as mulheres se dessem conta disso. quando se torna necessário divulgar a idéia fica claro que é uma extravagância que a mulher se sinta bem consigo mesma pelos seus próprios padrões individuais, sem que haja um utilitarismo social para seu conceito de beleza.

maçãs.podres - bad apples disse...

Olá Beto!!
Concordo plenamente contigo quando diz:
"o comercial da dove na verdade ressalta e explicita que a beleza feminina tem que servir (como um produto) para o propósito de agradar ao homem. se a beleza natural, ou a dita beleza interior fosse a norma, não teria sido necessário criar uma propaganda para que as mulheres se dessem conta disso."
Mas infelizmente muitas mulheres ainda não conseguiram se desprender dessa imposição (ser produto) e acaba não enxergando a dualidade da propaganda. E como em todas as relações hierarquicas nessas sociedade, é necessario levantar a bandeira pra se dizer que está fazendo "um bom trabalho", que existe "humanidade" nisso tudo... é lamentável!!

Abraços

Élida

yumehayashi disse...

muito bom texto,mas esqueceram de uma propaganda mais descarada,a do Boticário e o "poder da beleza".No caso,todas as mulheres que usarem os produtos ficam com o "poder" e contagiam com alegria e felicidade o mundo.Tem também uma ridicularização do feminismo,pra variar,bem "sutilzinha":aparece uma menina queimando sutiã.

"o comercial da dove na verdade ressalta e explicita que a beleza feminina tem que servir (como um produto) para o propósito de agradar ao homem. se a beleza natural, ou a dita beleza interior fosse a norma, não teria sido necessário criar uma propaganda para que as mulheres se dessem conta disso."

matou a pau.