9 de ago de 2010

A Liga Brasileira de Lésbicas REPUDIA prêmio da Secretária de Políticas para as Mulheres

Por tudo que nos aproxima, nos sentimos contempladas com a nota de repúdio escrita pela Liga Brasileira de Lésbicas e por meio desta postagem assinamos em baixo do texto que se manifesta contra a premiação da Avon pela Secrataria de Políticas para Mulheres. Abaixo segue a nota de repúdio na íntegra.

Nota de repúdio à vitória da Avon

A Liga Brasileira de Lésbicas vem por meio desta manifestar sua indignação com o prêmio dado pela Secretária de Políticas para as Mulheres para a multinacional Avon. A Avon é uma notória exploradora do trabalho feminino. Mantém uma rede de milhares de revendedoras, sua maioria de baixa renda, que trabalham dia e noite sem seus direitos trabalhistas básicos contemplados. Ainda, a Avon vive da exploração da imagem feminina, idealizada em um padrão de beleza irreal que reduz a mulher ao seu corpo. Para alcançar esse padrão, milhões de mulheres se submetem, todos os anos, a intervenções cirúrgicas estéticas e a produtos “embelezadores” com potencial para prejudicar a saúde. A Avon não está preocupada com o bem-estar das mulheres, sua visão das mulheres se reduz a nos ver como consumidoras de seus produtos caros, produtos estes vendidos sob uma forte propaganda da mulher que só é perfeita e feliz se atender aos padrões de beleza impostos.
Desta forma, a Avon é promotora de um tipo de violência contra as mulheres, uma violência sutil, baseada na imposição de uma padrão de beleza impossível de ser alcançado e que leva muitas mulheres à depressão, à busca de cirurgias perigosas que levam muitas mulheres à morte, à gastos exorbitantes com seus produtos de “beleza” e ao suicídio – conseqüência da depressão causada por não atingir o padrão estético propagandeado. É absurdo que uma Secretaria do Governo Federal, comprometida com a promoção de políticas públicas para as mulheres, premie uma organização que nos exerga como um simples meio de enriquecer por meio da venda de uma beleza idealizada que causa tantos males às mulheres. É absurdo que a Secretária de Políticas para as Mulheres deixe de premiar organizações sem fins lucrativos efetivamente dedicadas à luta pelas mulheres para dar um prêmio a um grupo com fins estritamente lucrativos sem qualquer intenção de promover o bem-estar das mulheres. Por tudo isso a Liga Brasileira de Lésbicas repudia o prêmio dado a Avon e não reconhece essa empresa como a favor de nossos direitos.

DIGA NÃO A MERCANTILIZAÇÃO DAS MULHERES
DIGA NÃO A EXPLORAÇÃO DE NOSSA IMAGEM
DIGA NÃO A EXPLORAÇÃO DE NOSSO TRABALHO

Liga Brasileira de Lésbicas, 9 de agosto de 2010
(MAÇÃS PODRES - Grupo de Intervenção Feminista)

2 comentários:

Anônimo disse...

olá, Maças Podres, acompanho o blog de vcs sempre que posso. percebo sempre que tenho mto a aprender. achei esse espaço (blog) de grande importancia inclusive pra formação d@s militantes feministas. tenho bastante interesse na discussão de genero, e por aqui sinto dificuldade de encontrar grupos que não apenas pesquisem,mas que proponham uma intervenção concreta. gostaria de saber se existe a possibilidade de nos correspondermos por email, caso vcs tenham algum material que possa ser socializado com a galera daqui de Presidente Prudente. desde ja agradeço.
meu email é: priscilasouzamaldonado@gmail.com

Camilla Aloyá disse...

apoiado!

vou postar esse artigo no meu blog com as devidas instruções e links sobre o blog de vcs!

saudade, beijos nos corações.